Por onde andei em: Dezembro/2017

2018 já começou mas cá estou eu com post falando sobre coisas joinhas que vi/li/ouvi/cliquei em dezembro do ano passado. Sem enrolar muito, bora lá.

Assistindo…

 

The Mask You Live In – Um documentário incrível que questiona a Continuar lendo

Anúncios

Algumas coisas joinhas de 2017

Ano passado fiz uma listinha de coisas bacanas que me aconteceram em 2016 e, pra dar continuidade à tradição(?), decidi publicar aqui algumas coisas legais de 2017 porque embora esse ano tenha sido meio zoado pra todo mundo, acho que coisas boas sempre acontecem e é bom fazer um pequeno levantamento disso pra não ser sugado por um vórtice maluco de desesperança.

O twitter; meu lugar favorito na internet

 

Passo mais tempo do que se considera saudável nessa rede? Com certeza. Mas o twitter é um espaço tão legal com pessoas que interagem de Continuar lendo

Amorzices: o que eu amo nessa época do ano não é muito natalino

Desde pequeno, sempre gostei muito dessa época de fim de ano: férias, natal, ano novo, tudo junto numa coisa só. Me amarro na comida natalina da minha mãe(basicamente os doces mais doces que eu amo) e em filmes de natal e todos os clichês envolvidos. Mas umadas coisas que mais curto nessa época do ano não é tão relacionada assim ao natal pra maioria das pessoas.

Uma coisa que eu amo e passa por todos os meus natais é que essa é sempre uma época em que eu desenho freneticamente. Desde muito novo, esperava ansiosamente pelas férias de fim de ano que são as mais compridas pra poder passar mais tempo desenhando em casa.

Desenho desde que me entendo por Continuar lendo

Pensamentos Pensantes #26

Ano acabando, paciência acabando, só não acaba o desgraçamento mental e o monte de bobagem que eu falo. Então vem comigo pra mais uma sessão de aleatoriedades neste blog.

1) There’s um monte de trabalho that never goes out.

2) Sempre que acordo é como se minha mente tivesse um “Neste dia em (insira um ano)” você fez/disse tal besteira.

3)Menines que nunca acham a altura correta da cadeira me add.

4) Lulu Santos da Pomerânia.

5) Ser arquiteto na baixada é Continuar lendo

Por onde andei em: Novembro/2017

Acho que essa é a primeira vez em muito tempo que consigo trazer um post dessa categoria na data certa que é a primeira sexta do mês. Em compensação a pilha de trabalhos tá ali na janela do lado me aguardando. Ignorando minha pequena  procrastinação, vamos lá ver o que rolou de bacana no mês de novembro desse lado da internet.

Assistindo…

In-Shadow: A Modern Odyssey – Uma animação com um visual absurdamente bem feito mostrando as diversas hipocrisias e crises da sociedade altamente midiática em que vivemos. Sem usar palavras, somos apresentados a Continuar lendo

“Ana Maria Braga – Sou Eu”: uma jóia perdida da música brasileira

Estava na minha habitual passeada pelo twitter outro dia quando um amigo  tuítou a seguinte música:

Atenção especial ao primeiro minuto da canção em que nossa querida apresentadora diz:

Não paute sua vida, nem sua carreira, pelo dinheiro. Ame seu ofício com todo coração. Persiga fazer o melhor. Seja fascinado pelo realizar, que o dinheiro virá como consequência. Quem pensa só em dinheiro não consegue sequer ser nem um grande bandido, nem um grande canalha. Napoleão não invadiu a Europa por dinheiro. Hitler não matou 6 milhões de judeus por dinheiro. Michelangelo não passou 16 anos pintando a Capela Sistina por dinheiro.

Continuar lendo