Por onde andei em: fevereiro/2017

Fevereiro, carnaval, época de colocar as séries e leituras em dia né? Mais ou menos, com a internet aí pra fazer a gente se distrair, fica difícil. Enfim, vem comigo ver o que rolou nesse lado da internet em fevereiro.

Assistindo…

Drugslab – Holandeses lindos experimentando drogas sugeridas pelos comentários. Parece o tipo de coisa feita só pra chamar atenção mas, na verdade, o Drugslab é um programa educativo  e muito divertido sobre os efeitos das drogas, trazendo uma visão livre de preconceitos sobre o tema.

A Chegada – Velho, que filme sensacional. Já disse aqui algumas vezes que o melhor do sci-fi é quando ele traz reflexões da sociedade além da especulação científica. E esse filme faz isso muito bem, mostrando um pouco  do impacto social e político que a chegada de alienígenas traria para o mundo. Assistam e vamos bater um papo sobre ele.

Buffy, A Caça-Vampiros – dramas de adolescente na escola, vilões com máscaras de borracha, efeitos especiais de dar dó nos Power Rangers, tema de abertura com guitarrinha glam metal dos anos 90 e criaturas sobrenaturais: só faltava ter uns alienígenas pra ser a série perfeita pra mim. Mas, falando sério, tirando a estética anos 90, as histórias são muito boas e eu não consigo parar de assistir. Além disso, a Buffy é altamente badass. divertida e é linda. (Tenho um crush por ela? Talvez…)

Gravity Falls – Eu já tinha assistido episódios soltos dessa série há um tempo atrás, mas decidi parar e ver tudo desde o começo e não me arrependi. Mistério e terror muito bem trabalhados nessa história divertida e cheia de personagens cativantes. O tipo de coisa que eu queria que existisse quando eu era criança.(Foi mal, Scooby-Doo.)

Lendo…  

Lua de Larvas, Sally Gardner – Um garoto disléxico e oprimido numa sociedade distópica tem seus dias mudados ao descobrir a amizade. Parece um enredo simples mas é justamente a simplicidade que faz essa história ser incrível, os pequenos detalhes e a forma como o narrador vê o mundo são de uma sensibilidade sem igual. Além de ter ótimas ilustrações em cada capítulo.

Meu Quintal É Maior Do Que o Mundo, Manoel de Barros – O pessoal da literatura vai me matar mas eu tinha muita preguiça do Manoel de Barros, todo aquele papo de menino da roça não me agradava muito. Mas, lendo a antologia poética, mudei minha opinião, o olhar dele sobre o mundo e a forma sem igual como usa coisas da natureza pra falar sobre as pessoas me tocaram bastante.

Vastas Emoções e Pensamentos Imperfeitos, Rubem Fonseca – Dei uma roubada porque esse eu tô lendo ainda agora mas não pude me evitar a indicaçãp desse livro aqui. Rubem Fonseca tem um estilo muito veloz e quase cinematográfico que me agrada muito. A narrativa noir de suas histórias ambientadas quase sempre no Rio de Janeiro em lugares que eu conheço bem fazem com que eu me perca imaginando elas nesses lugares comuns da cidade. Como em quase todo livro dele, pequenos vacilos e situações comuns do dia-a-dia convergem numa trama policial muito maior que eu tô doido pra saber como termina.

Ouvindo…

Matita Perê, Antônio Carlos Jobim – Umas viagens instrumentais bizarrísimas nesse disco. Fazia tempo que nada explodia minha cabeça como os arranjos que se encontram aqui. Ignora “Águas de Março” que já deu o que tinha que dar e ouve o resto, por favor.

Blue, Joni Mitchell – Um clássico que eu só descobri faz pouco tempo, falha minha.

The Ride, Catfish and the Bottlemen – Nâo entendia qual era o motivo do hype em cima dessa banda. Fui escutar e não é nada surpreendente mas é um rock muito bem feito e dá pra bater cabeça legal com esse álbum.

Acessando…

Ava’s Demon(poderia colocar no “lendo” mas só lembrei de já ter a imagem pronta) uma webcomic de ficção científica e terror que explora muito bem os medos e inseguranças da personagem principal numa história cheia de reviravoltas. Vale o clique.

Já escrevi muito hoje, então vou ficando por aqui. E vocês, o que andam vendo/lendo/ouvindo/clicando? Contem pra mim aqui nos comentários!

Abraços e até um próximo post!

Anúncios

2 comentários sobre “Por onde andei em: fevereiro/2017

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s