10 coisas joinhas sobre 2016

Ano passado fiz uma retrospectiva ilustrada do meu 2015 no instagram.

Esse ano não tive tempo pra desenhar uma dessas, mas tava passeando pelo twitter(também conhecido como minha rede social favorita) outro dia e vi um post que me chamou atenção.

Como não tenho muitos seguidores pra movimentar essa tag no twitter, acabei não participando por lá, mas achei a ideia bem legal porque 2016 aparentemente foi um ano meio bosta pra todo mundo e seria bacana relembrar algumas paradas legais que aconteceram nesse ano. Então vem comigo ver o que rolou de bacana por aqui esse ano.

#umdesenhonovotododia 194/366. Meu potinho.

A post shared by Diego Bonadiman (@diegogbonadiman) on

1) Fiz amigos de verdade no intercâmbio. Essa galera que já andava comigo na primeira metade da vida nos EUA ano passado mas que acabou virando minha família geograficamente dispersa. Nunca pensei que um ano fosse o suficiente pra isso, ainda mais pro cara que sentava sozinho no recreio, por isso conhecer essa galera e poder contar com a amizade deles ao longo do ano(e, olha, eu precisei contar com eles pra caramba) foi bem especial.

"This song is my blue sky for you"

A post shared by Diego Bonadiman (@diegogbonadiman) on

2) Assisti a shows que sempre quis assistir. Foi um ano de concertos sensacionais. Pvris, Awolnation, Fall Out Boy, Of Monsters And Man e Florence + the Machine. A vibe de estar ao vivo vendo artistas que você gosta tocando é algo incrível.


3) Aprendi a usar programas de computador pra arquitetura que enrolei um bom tempo pra começar a estudar.


4) Sobre estudar: estudei várias coisas fora do campo da arquitetura que sempre tive curiosidade mas nunca tinha parado pra ler. Li um bocado sobre economia e administração de empresas esse ano(boring, eu sei). Além de continuar minhas leituras sobre astronomia e física.

5) Ainda sobre leitura: acho que esse ano foi o ano em que mais li desde que comecei a faculdade. Sentia falta disso na minha vida e redescobri o prazer dos livros no meu dia-a-dia. Acho que ter comprado um kindle ano passado ajudou também (qualquer dia divago mais sobre isso).

New sociability spaces. Urban intervention in Engenho Novo, Rio de Janeiro. 3/3

A post shared by Diego Bonadiman (@diegogbonadiman) on

6) Caí de pára-quedas na matéria de projeto mais difícil da faculdade e adorei o grupo com que estou trabalhando. Quem faz arquitetura sabe o quanto é difícil projetar em grupo, dei a maior sorte da minha vida em cair num grupo que se complementa em diversos aspectos. O período ainda não acabou(por motivos de fogo na faculdade) mas não me vejo matando nenhum deles nas poucas semanas que faltam pro fim do semestre e isso é muito difícil de acontecer.


7) Voltei a assistir animes. Parece bobagem mas eu tinha esquecido como animação japonesa era uma coisa que sempre me fez bem e, por algum motivo, eu tinha largado.

Meus cadernos do intercâmbio. Usei mais alguns voltando pro Brasil.

Meus cadernos do intercâmbio. Usei mais alguns voltando pro Brasil.

8) Usei mais de 10 sketchbooks esse ano entre coisas pessoais, cadernos de viagem, desenhos pro #UmDesenhoNovoTodoDia e cadernos de projeto. Não zerei todos mas pra quem tinha dificuldade de começar um caderno de desenhos há pouco tempo atrás, trabalhar em diversos sketchbooks ao mesmo tempo foi um avanço e tanto. Sou meio nostálgico e gosto de voltar aos meus cadernos de desenho pra ver quem eu era e como eu desenhava no passado.

My #2016 Best Moments on Instagram! Thank you for your support! #bestof2016 #bestmoments #instrack

A post shared by Diego Bonadiman (@diegogbonadiman) on

9) Desenhei todo freaking dia de 2016. Caras, sei nem como descrever a alegria que isso me trouxe. Quem me segue há mais tempo, sabe que já tentei isso no passado e falhei miseravelmente em 200 desenhos porque andava meio errado da cabeça e coisa e tal. Mas, mesmo que esse ano não tenha sido dos melhores pra minha condição mental, consegui superar tudo isso e produzir arte da qual eu estivesse suficientemente satisfeito pra postar online todo dia. Além disso participei de desafios dentro do meu próprio desafio como o #AGostoDoArtista e o #inktober. Muito história de superação do Gugu, não é não? haha

10) Voltei a postar (quase) regularmente neste blog, meu cantinho na internet e completei 7 anos de Insanidade Artificial.
E o que aconteceu de joinha com vocês em 2016? Conta pra mim aqui nos comentários! Abraços e até o próximo ano com muito mais posts!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s