Como eu quase morri no chão da sala

Durante meu intercâmbio, finalmente saí do sedentarismo. Como contei em alguma edição do Pensamentos Pensantes, meu roommate era maromba e a academia era literalmente atrás do prédio onde eu morava o que significava que eu realmente não tinha desculpas pra não fazer o mínimo de atividade física. Ia praticamente todos os dias(inclusive com uma camada de neve de 9 polegadas cobrindo as ruas) e realmente me fez bem pra caramba isso.

Quando voltei pro Brasil, enquanto esperava o início das aulas na faculdade, sem dinheiro mas ainda com vontade de fazer exercícios, comecei a jogar Pokémon GO caminhar na vila olímpica daqui de Mesquita e chegando lá encontrei uma concentração de velhinhos tão grande que, se somasse a idade de todo mundo, dava bug na contagem da idade do Big Bang (e ainda assim, eles vão correr mais que você, vai por mim). Depois de umas semanas indo ao asilo à céu aberto, digo, vila olímpica, senti que precisava dificultar um pouco mais a minha rotina de exercícios. Essa foi a ideia errada número 1 dessa história.

Na vibe de querer ~treinar~(veja só o vocabulário maromba sendo introduzido neste blog) mais e melhor, procurei na app store alguma coisa que pudesse me ajudar nessa empreitada e encontrei o Nike Training Club, NTC pra quem é broder. Decidi instalar e essa foi a ideia errada número 2 dessa história. Quando você abre o app pela primeira vez, aparece um questionáriozinho pra saber o quanto você se exercita e coisa e tal. Pensei comigo “Ora, tava malhando todo dia há menos de um mês atrás, tenho caminhado todo dia, sou quase uma versão afro, nerd e com menos dinheiro da Gabriela Pugliesi, vamos deixar isso bem explícito nesse questionário aqui.” Marquei todas as opções como se eu fosse o Kléber Bambam em busca do trapézio descendente e esse, meus amigos, foi o maior erro que eu cometi nessa história toda.

Na primeira série de exercícios eu já estava arfando mas mesmo assim decidi continuar, afinal se tá fácil é porque você não tá fazendo direito. Altas posições dignas do Cirque du Soleil executadas com a coordenação motora de um pinguim e não tinha chegado nem à metade dos exercícios. Nessa hora eu tava me sentindo o Snorlax depois de um dia na academia.

Olhei a barrinha de progresso do workout e pensei,“ok, eu aguento eu aguento” porém no meio da minha sessão mental de automotivação comecei a sentir meu café da manhã reforçado™ começar a dançar pelo meu corpo, minha vista começando a ficar escura, Odin fazendo um chamado pra cruzar o caminho junto aos bravos guerreiros de Asgard… e não sei se acabei o exercício ou não.

Quando dei por mim, ouvi a voz do aplicativo dizendo algo como “Good Job” e me vi na patética cena de estar estirado no chão da sala num estado que, se tapassem minha boca eu morreria ali mesmo. Eu continuei fazendo exercícios depois desse dia? Sim, porque eu sou brasileiro e não desisto nunca e também porque eu deletei o aplicativo do NTC e fiquei só na caminhada jogando Pokémon GO mesmo porque só assim pra nerd se exercitar, não é mesmo?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s