Por onde andei em: junho/2015

Essa categoria era pra ser sempre na primeira sexta-feira do mês mas cá estou eu, atrasando post mais uma vez, então, sem enrolar mais, vamos logo contar por aqui o que rolou no mês de junho.

Assistindo…

movies

Mad Max: Fury Road(2015) – Um filme de ação como eu nunca tinha visto. Adrenalina nas alturas o tempo todo, um vilão sensacional e Charlize Theron sendo badass.

Shingeki no Kyojin/ Attack on Titan(2013) – Um dos animes mais populares e bem produzidos dos últimos tempos é uma fantasia medieval com toques de ficção científica de um mundo dominado por titãs, humanoides gigantes que devoram os seres humanos que tentam se defender atrás de muralhas. Já tinha assistido o anime completo, mas percebi que depois do fim da série saíram alguns episódios contando outras missões e é sempre bom conhecer um pouco mais desse universo super complexo e cheio de ação.

Lendo…

shada

Doctor Who: Shada – Uma aventura com o Quarto Doutor, acompanhado da Time Lady Romana e seu robô K-9 combatendo uma ameaça a todo espaço-tempo causada por um antigo artefato dos Senhores do Tempo. O mais bacana é que o ritmo da história e o estilo de escrita de Gareth Roberts lembram muito os episódios da série clássica de Doctor Who. Ainda não acabei de ler mas esse é um daqueles livros com uma história tão envolvente que você fica com pena de acabar.

Ouvindo…

discos

Don’t shoot me I’m only the piano player: Elton John – Elton John é um desses caras que todo mundo conhece mas pouca gente sabe direito o que ele canta. Resolvi dar uma chance pro som dele e, caras, minha cabeça explodiu. O som é um pouco datado, é verdade, mas as letras são ótimas, os arranjos são incríveis e simplesmente não consigo parar de ouvir esse disco. Me divirto horrores cantando “Screw You“.

Sempre é Hoje: Nenhum de Nós – Mais um nacional que eu não conhecia. Apareceu nas sugestões do meu Spotify e eu simplesmente me amarrei nesse último álbum dos caras. Tem aquela cara de final dos anos 80 com um pouco do indie rock atual e letras atemporais que são a melhor característica desse disco. “Milagre” abre esse disco de forma incrível.

Éter: Scalene – A prova de que o rock brasileiro está vivo e vai muito bem, obrigado. Arranjos altamente criativos, peso, melodia e letras inteligentes fazem desse disco um dos melhores lançamentos nacionais que ouvi esse ano. “Terra” com a participação do Mauro Henrique do Oficina G3 é, com certeza, um dos pontos altos desse álbum incrível.

Acessando…

lt

Nessa minha busca por fugir daquela rede social azul que vocês sabem o nome, acabei encontrando lugares muito mais legais pra procrastinar na internet. O Linha Do Trem foi um deles, tirinhas com assuntos diversos e o traço muito legal do Raphael Salimena.

rc

Eles vão arruinar sua infância e você vai rir disso. Esse é o grande barato do tumblr Ruined Childhood.

ba

Os irmãos Fábio Moon e Gabriel Bá são dois dos maiores nomes dos quadrinhos nacionais na atualidade, o blog deles tem tirinhas que se destacam tanto pelo desenho quanto pelos textos que fazem refletir e eu tenho passeado bastante nele ultimamente.


 

E vocês, o que andaram vendo/lendo/ouvindo/acessando esse mês? Contem pra mim aqui embaixo nos comentários!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s