Tag: minha história em dez músicas

Vi essa tag no blog da Sybylla, achei o máximo, descobri que ela começou no blog da linda e maravilhosa Bruna Vieira e decidi responder contando pra vocês dez músicas que resumem minha vida. Essa foi uma tarefa muito difícil porque escuto música quase 24/7 e pra muitas situações não consegui encontrar a música ideal, ficando na dúvida entre duas(ou cinco) mas vamos parar de enrolação e começar logo.

Uma música que te lembre um momento bom: Cazuza – Minha Flor, Meu Bebê

Que prazer mais egoísta
O de cuidar de um outro ser
Mesmo se dando mais
Do que se tem pra receber

Cazuza foi um dos artistas que mais ouvi durante o ensino médio no Pedro II, onde conheci grandes amigos que levo até hoje. Muito do que a gente compartilhava era o gosto pela música, mesmo em diferentes estilos. Me lembro como se fosse ontem de receber um pendrive do Rafael com a discografia do Barão Vermelho e um show do Queen. E da festa de aniversário da Raquel, quando todo mundo estava junto e eu toquei essa música no teclado com o Jorginho no violão antes da festa começar. Sempre que escuto “Minha Flor, Meu Bebê” lembro com saudade dessa fase da minha vida que guardo com muito carinho.

Uma música que defina sua vida: Humberto Gessinger – Tchau Radar, A Canção

Hoje estou só
Hoje estou cheio deles
Sou um rascunho
Procurando um caminho

Essa música define a minha vida pois é como eu encaro a minha existência: sempre inacabado, rabiscado, sempre começando e recomeçando, tendo a escrita e o desenho como formas de construir e desconstruir o mundo ao meu redor.

Uma música que te faz dançar na balada: Jessie J, Ariana Grande, Nicki Minaj – Bang Bang

See, anybody could be good to you
You need a bad girl to blow your mind

Eu poderia pular essa porque não sou de balada(o que é um eufemismo pra nunca fui em uma na vida). Mas uma música que me dá muita vontade de dançar e vai fazer vocês ~duvidarem da minha masculinidade~(seja lá o que isso signifique) é “Bang, Bang”. Falando sério, não curto esse tipo de pop, mas a batida é contagiante, essas gurias cantam pra caramba e o clipe é o máximo.

Uma música que foi tema de algum relacionamento:  Chico Buarque – Ela Faz Cinema

Ela faz cinema
Ela faz cinema
Ela é a tal
Sei que ela pode ser mil
Mas não existe outra igual

Chico Buarque sabe escrever sobre mulheres como ninguém. Essa música dispensa explicações e me lembra uma garota que conheci há alguns anos, mas isso é história pra outro post.

Uma música que sempre te faz chorar: Yeah Yeah Yeahs – Maps

Wait they don’t love you like I love you
Wait they don’t love you like I love you
Maps…

A letra de dor de cotovelo não é o que me emociona nessa música, mas esse riff e a cadência da bateria me arrancam lágrimas de um jeito enlouquecedor.

Uma música que seria toque do seu celular: Arctic Monkeys – I Bet You Look Good On The Dancefloor

Stop making the eyes at me, I’ll stop making the eyes at you
And what it is that surprises me, is that I don’t really want you to

Essa música me lembra a época em que eu só tinha uma meia dúzia de amigos que conheciam Arctic Monkeys. Além disso, as letras e instrumentais eram bem melhores nessa época. Foi mal, sou chato mesmo.  E atualmente essa música é de fato o toque do meu celular.

Uma música que você gostaria de tatuar: AsI Lay Dying – The Only Constant Is Change

The only constant is change. Nothing remains the same.
The only constant is change. There’s only growth or decay.

Não sei se faria uma tatuagem, acho que mudo muito de opinião ao longo do tempo para fazer algo tão permanente. E justamente por isso, acho que a frase “The only constant is change” seria a que tatuaria ou faria um poster pra pendurar no meu quarto, que é bem mais barato e se eu me arrepender posso jogar fora.

Uma música que te deixa com vontade de ficar com alguém: Led Zeppelin – You Shook Me

You know you shook me
You shook me all night long
You shook me so hard baby
Baby, baby, please come home

Fala sério, essa é simplesmente a música mais sexy da história do rock and roll.

Uma música que você tá viciado agora: Flannel Graph – Alive(P.O.D. cover)

Everyday is a new day
I’m thankful for every breath I take
I won’t take it for granted (I won’t take it for granted)
So I learn from my mistakes

Descobri Flannel Graph no blog da Malena Flores há mais ou menos um mês e desde então essa banda não sai do modo repeat no meu Spotify. Esse cover de uma música que eu já adorava ficou lindo e tenho ouvido como se não houvesse amanhã.

Uma música que faz as pessoas lembrarem de você: 

1) Sia – Chandelier

I’m gonna live like tomorrow doesn’t exist
Like it doesn’t exist
I’m gonna fly like a bird through the night

2) Paul McCartney – English Tea

What a pleasure it would be
Chatting so delightfully
Nanny bakes, fairy cakes
Every Sunday morning

“Duas músicas? Como assim, Diego?” Explico. Não sabia que música fazia as pessoas lembrarem de mim então perguntei pras minhas irmãs e pra minha mãe e não houve consenso. Minhas irmãs disseram que era “Chandelier” e minha mãe disse que era “English Tea”. Pra não deixar ninguém chateado, postei as duas aqui até porque são bem diferentes e daí vocês tiram uma ideia de como me enxergam(ainda bem que ninguém falou um pagode).

Gostou das músicas desse post? Achou que teria mais heavy metal? E você, quais são as dez músicas que definem a sua vida?  Conta pra mim aqui nos comentários!

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s