Cansado de mim

Estou cansado de mim mesmo,

A mesma cara feia no espelho

Todo dia

As mesmas pessoas no elevador,

A falsa simpatia.

Estou cansado de mim mesmo, de acordar e comprar pão

O mesmo ônibus, as mesmas notícias na televisão

Estou cansado de mim mesmo, da falta de sentido nas coisas que vejo

Estou cansado de mim mesmo, de acordar e não dormir

Cansado das pessoas que só querem se divertir

Estou cansado de tudo, da minha própria voz

Cansado de quem diz muito “eu” e pouco “nós”

Eu estou cansado de mim,

De viver assim,

O tédio me consome,

Para nada há fim

Estou cansado de mim,

De viver assim,

Dos ciclos infinitos da mesmice

Que eu mesmo escolhi.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s