O garoto com probleminha

Sou um cara um pouquinho desatento. Um pouco não: sou muito desatento. Houve uma época da minha vida em que essa desatenção beirava o absurdo. E é nessa época que se passa a história de hoje. 

Quando eu tinha os meus nove anos de idade, atingi um dos ápices da realização infantil, depois de aprender a andar de bicicleta, que é ter a permissão de ir sozinho à rua. A princípio era só até o depósito da esquina depois até a mercearia do final da rua, o “Quem Sabe É Nós” e “depois ao mundo” assim pensava eu.

“Quem Sabe É Nós” – nome simpático, não é verdade?

Minha mãe sempre me mandava lá pra comprar uma coisinha ou outra. Um dia, ela me mandou ao Quem Sabe É Nós com uma lista grande e lá fui eu com a nobre função de comprar os vegetais para a janta. Quando estava na fila para pagar, vi uma coisa que nunca tinha visto: um desenho incrível de um leão de uma antiga propaganda pregado na parede. Como sempre me interessei por desenho, fiquei boquiaberto e com o olhar fixo no bonito desenho. Tanto que me desliguei mentalmente do local em que estava, percorrendo o desenho com os olhos.

Só voltei a mim quando ouvi uma voz berrando:

– Ô menino! Ô menino! Coloca logo essas bolsas aí pra pesar!

Tirei por um instante os olhos do leão e vi que era a caixa que estava a berrar comigo. No mesmo instante, uma mulher que estava atrás de mim na fila sai “em minha defesa”:

– Não grita com ele assim não! Não tá vendo que o garoto tem probleminha de cabeça?

Fiquei sem reação, enquanto colocava os tomates na balança. A caixa tenta se retratar comigo dizendo:

– Desculpa, coleguinha. Tem como você colocar suas bolsinhas aqui em cima pra ajudar a tia a ir rápido?

Está aí uma coisa que eu jamais entenderei: por que algumas pessoas tratam quem tem necessidades especiais como se fossem retardados?

Como nessa época, não interagia com desconhecidos na rua, a conselho da minha mãe, saí sem negar a deficiência mental que foi atribuída à minha pessoa. E me arrependo disso até hoje já que, nove anos depois, continuam me tratando como um retardado por eu ser o “garoto com probleminha de cabeça”.

Anúncios

Um comentário sobre “O garoto com probleminha

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s