7 coisas que aprendi no trem

Durante meu ensino médio e parte dos meus primeiros períodos de faculdade, meu principal meio de transporte foi o trem. Isso você deve saber caso você já tenha lido algum texto desse blog ou se você me conhece pessoalmente. O que vou contar nesse texto é uma pequena parte dos aprendizados que tive dividindo o vagão(e o ar) com a classe trabalhadora e sofredora do Rio de Janeiro. Papel e caneta na mão para anotar o que você pode presenciar ao entrar em uma estação de trem.

1) Bater é sempre uma opção

Não importa em quem seja: sua mãe, sua avó, seu amigo de colégio, seu guia espiritual… se bater em alguém vai permitir que sua bunda ocupe um nanômetro quadrado do assento do trem, faça isso.

Obs.: Tem gente que não gosta de bater, então para os pacifistas também serve fazer cócegas. Já vi sendo usado e “It’s super effective!”

2) Soneca espontânea

Depois de suar e literalmente dar o sangue para conseguir um espaço no assento, sempre aparece aquela velhinha com cara de cansada ou aquela grávida com mais dez crianças em volta dela. Para esse tipo de problema, a solução é a soneca espontânea não importa se você não está cansado para dormir: basta botar a cabeça para o lado, fechar os olhos e esperar a senhora ou a mãe de muitos filhos parar na frente de outra pessoa.

Obs.: Deixar escorrer um pouco de baba no canto da boca e forjar um ronco de vez em quando dá mais 10 pontos de credibilidade à soneca.

3) Mochila pra frente. SEMPRE.

Ouça o conselho de quem já teve um celular e um pacote de biscoito furtados em um momento de distração na Central do Brasil. Em horários de muito movimento, dentro ou fora do trem, mantenha sempre a mochila à frente do corpo para não ficar incomunicável ou com fome no trem.

4) Vendedores do trem odeiam concorrência desonesta.

Já vi vendedor de picolé tomando uns tabefes de outro por que estava vendendo seu produto por R$ 0,60 enquanto o preço de mercado padrão dentro do trem é de R$1,00. Se você pensa em investir nessa carreira, tome cuidado.

5) Você pode comprar de tudo no trem. De tudo mesmo.

Biscoito, refrigerante, cartas de baralho, termômetro, escova de dentes, kit de ferramentas, fones de ouvido, a discografia do Belo em .mp3… Tudo o que você puder imaginar e até o que você não poderia imaginar como os mais novos utensílios de cozinha. Com 10 reais você até casa e compra lua de mel em Orlando. E eles sabem mesmo como te convencer a comprar, se liga só nesse cara aqui.

(Sempre comprava com ele pra ver se ele ia parar de falar.)

6) Pular plataforma.

É perigoso e exige perícia semelhante à dos personagens de “O Tigre e o  Dragão” mas pode se revelar muito útil quando você parou na plataforma 2b e o seu trem sai em menos de um minuto da plataforma 8h.

Eu pulando da plataforma 10i pra 2b às seis da tarde.

Obs.: Nem mesmo praticantes de le parkour tem a habilidade que os saltadores de plataforma possuem.

7) Dormir no trem nem sempre é um bom negócio.

Depois de um longo dia de trabalho ou estudo, você consegue uma vaguinha para sentar no trem. Qual é a primeira coisa que você faz? Dorme, obviamente. Mas nem sempre isso vale a pena se você está muito cansado. Já acordei mais de uma vez 4 ou 5 estações depois da que eu deveria descer por ter dormido demais no trem.

Obs.: Depois de muito acordar em estações sem vestígio de civilização no entorno, desenvolvi uma técnica de contagem mental de estações: sabendo a quantidade de estações que existem entre o local de partida e o de chegada você conta quantas vezes a porta vibrou a parede do vagão. Fazendo essa contagem, a chance de acordar em Engenheiro Pedreira, Austin ou Paracambi é muito menor.

Tem alguma história vivenciada no vagão de um trem? Tem alguma dica de sobrevivência? Quer criticar, xingar ou bater no autor? Fala aí embaixo nos comentários!

Anúncios

2 comentários sobre “7 coisas que aprendi no trem

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s