A bonitinha de Engenho de Dentro

Com esse título que mais parece nome de um episódio de “As Brasileiras”, vou contar mais uma das minhas aventuras do trem pra vocês.

Num sábado aleatório de 2009, estava eu voltando do colégio no maravilhoso trem com destino a Japeri quando, de repente, minha viagem solitária se torna interessante.

O trem para na estação Engenho de Dentro e, no meio do proletariado, uma figura se destaca: uma mulher belíssima, de uns 1,70m, andar elegante e corpo fenomenal, vestida como essas secretárias bonitas da televisão entra no vagão. Como o trem estava vazio (coisa rara de acontecer mesmo no sábado), ela se senta e começa a mexer na mochila. Pela forma como estava vestida, pensei que ia tirar um caderno, um livro, uma revista, um notebook… Enquanto ainda especulava sobre o que poderia sair da bolsa da moçoila, ela se levanta com alguns guarda-chuvas pendurados no braço e começa a gritar:

– Guarda-chuva cinco real! Sombrinha cinco real!

Minha surpresa foi tanta que meus olhos saltaram da face e, pelo visto, os de todo mundo do vagão, porque quando olhei para o lado, vi que todos estavam com um ar de surpresa ao ver a moça toda elegante vendendo guarda-chuvas.

É por essa e por outras que as viagens de trem no ramal Japeri são sempre surpreendentes.

Anúncios

Um comentário sobre “A bonitinha de Engenho de Dentro

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s