A tia da limpeza do CEFET

Nos idos anos de 2009, quando comecei meu curso técnico em edificações não entendia muito bem do funcionamento dos trens e sempre me confundia nos horários. Some-se a isso o fato de que era meu primeiro ano de técnico e não queria chegar atrasado e o resultado era que eu chegava sempre uma hora e meia antes do início da aula.

Sempre chegava por voltas das 6 da manhã e ficava esperando do lado de fora e olhando com cara de cachorro que caiu da mudança para o segurança que dizia que só podia abrir os portões às 6:30.

Outro fato que vocês precisam saber para compreender melhor essa história é que, como estudava em um colégio federal, tinha direito à gratuidade e  a Supervia(empresa que “cuida” dos trens no Rio) exigia que eu estivesse trajando o uniforme da minha instituição de ensino. Como fazia o ensino médio no Colégio Pedro II e o técnico no CEFET, tinha que ir vestido com o uniforme do CPII para poder ter direito ao meu bilhete da passagem de trem. Por isso sempre chegava ao CEFET com a camisa do CPII e me trocava lá.

Sempre que ia trocar o uniforme, o banheiro ainda não tinha sido limpo e, não sei porque diabos SEMPRE havia cocô nas privadas de todas as cabines.

 

Eram tipo assim as privadas do CEFET de manhã cedo

 

Trocava de roupa e encontrava a tia da limpeza, uma senhora muito simpática a quem eu sempre cumprimentava com um bom dia.

Enfim, isso se repetiu basicamente durante todo o meu primeiro período. Porém depois de um tempo, a tia começou a me olhar de cara feia sempre que saía do banheiro e a cumprimentava. Achava esquisito mas pensava se tratar de uma má fase na vida ou sei lá.

Certo dia, ainda chegando cedo, deparei-me com a porta fechada e uma situação, no mínimo, diferente do habitual: a tia da limpeza estava a conversar com o segurança.

Comecei a prestar atenção na conversa e entendi do que se tratava: a tia estava falando mal de mim.

A tia da limpeza apontou pra mim e disse:

Tá vendo aquele moleque ali com uniforme de outra escola e mochila colorida nas costas? Todo dia de manhã ele vai lá cagar no banheiro antes de eu limpar! E ainda vem com sorrisinho no rosto me dando bom dia depois que sai.

Fiquei em choque. Primeiro: Como ela poderia ter raiva de mim, que sempre a tratou com respeito? Segundo: Por que raios ela pensava que eu cagaria em TODAS as cabines TODO DIA  no mesmo horário? Que intestino é esse?

Chegado o horário certo de o segurança abrir as portas, entrei como sempre fazia. Mas encontrei a tia da limpeza antes de entrar no banheiro. Falei com ela:

Bom dia, tia! Vou só trocar a camisa ali dentro rapidinho e já já deixo a senhora limpar, ok?

Percebi que ela ficou corada pois notou que eu tinha escutado a sua conversa anterior. Ela gaguejou um bom dia e eu entrei no banheiro.

Estranhamente, depois desse dia, nunca mais a encontrei limpando os banheiros próximos à entrada.

Anúncios

4 comentários sobre “A tia da limpeza do CEFET

  1. Viviaaan disse:

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA .. Anos e anos de convivência e eu nunca soube dessaa ! ahsuahsuahu’ Demaais , caraa . Ficariia suuper envergonhadaa toooodos os dias que visse a tiia de novo. mesmo sabendo que não tinha feito nadaa. rs

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s